MNU Bahia

NOTA DE REPÚDIO DO MNU BAHIA PELA MORTE DE EDMAR SANTOS NA ESTAÇÃO DO METRÔ ACESSO NORTE EM SALVADOR

CAPA OFICIAL NOTAS - INSTAGRAM (5)

O Movimento Negro Unificado – Bahia expressa seu repúdio diante do brutal assassinato de Edmar Santos por agentes de segurança da CCR Bahia, ocorrido de maneira chocante no dia 06/01/2024, na Estação Acesso Norte, no metrô de Salvador.

Não há palavras que possam expressar adequadamente nossa indignação diante desse ato de brutalidade. A morte de Edmar Santos é mais uma evidência cruel do racismo estrutural que persiste em nossa sociedade, manifestando-se de maneira letal nas mãos de agentes que deveriam garantir a segurança, mas que, ao contrário, perpetuam o terror na população negra.

Exigimos, de maneira intransigente, uma investigação imparcial e rigorosa que identifique os responsáveis por esse assassinato hediondo e que os leve à justiça. Não aceitaremos desculpas ou promessas vazias. Queremos ações concretas para romper com a impunidade que historicamente permeia casos de violência policial contra a população negra na Bahia.

Edmar Santos não será apenas mais uma estatística. Sua morte é um grito de alerta. Reiteramos nossa solidariedade à família de Edmar e prometemos não descansar até que a justiça seja feita e a igualdade racial seja uma realidade palpável em nossa sociedade.

Samira Soares
Coordenadora Estadual do MNU Bahia

Sobre

Movimento Negro Unificado (MNU) é uma organização pioneira na luta do Povo Negro no Brasil. Fundada no dia 18 de junho de 1978, e lançada publicamente no dia 7 de julho, deste mesmo ano, em evento nas escadarias do Teatro Municipal de São Paulo em pleno regime militar. O ato representou um marco referencial histórico na luta contra a discriminação racial no país.

Redes Sociais